A psoríase costuma ser referida como a doença dos três nãos, porque não é contagiosa, não tem cura e não mata.
A esta realidade acresce o facto essencial de que a psoríase tem tratamento.

A PSOPortugal é uma IPSS da saúde sem fins lucrativos, com âmbito de intervenção a nível nacional. Criada em 2005 por um grupo de doentes com o objetivo de informar sobre a doença e de lutar pelos direitos destas pes­soas, que sofrem de uma patologia extrema­mente estigmatizante. O desconhecimento social sobre a doença era enorme, ao ponto de chegar a ser confundi­da com lepra e de haver quem pensasse, e alguns ainda pensam, tratar-se de uma doença contagiosa.

Desde há 13 anos, os objetivos da PSOPortugal mantêm-se atuais, assentando em particular na defesa dos di­reitos destes doentes – nomeadamente no acesso ao diagnóstico precoce e ao trata­mento – e na desmistificação social que en­volve a doença. Neste momento, a PSOPortugal conta com cerca de 900 sócios. A faixa etária deste universo situa-se entre os 40 e os 60 anos, sendo que o contacto com os mais novos tem lugar, principalmente, atra­vés do Facebook.

Ao longo dos anos, o enfoque do trabalho da PSOPortugal tem tido junto dos sucessivos Governos e da Assembleia da República. Fruto de um esfor­ço conjunto da PSOPortugal, médicos e da indústria farmacêutica, a partir de 2010 (Lei nº 6/2010 de 7 de maio) os medicamentos queratolíticos e antipsoriáticos, de aplicação tópica e sisté­mica, quando destinados aos doentes porta­dores de psoríase, passaram a ser comparti­cipados no escalão A pelo Serviço Nacional de Saúde.

A PSOPortugal tem também procurado pro­mover o acesso à consulta de Dermatologia e aos tratamentos, com vista a proporcionar melhor qualidade de vida aos doentes com psoríase, que em Portugal ultrapassam os 200 mil.

Missão

A missão da PSOPortugal é informar e desmistificar mitos ligados à psoríase e lutar pelos direitos dos doentes que sofrem de uma patologia muito estigmatizante, apesar de, contrariamente ao que ainda se possa pensar, não contagiosa. São objetivos centrais da PSOPortugal:

Esclarecimento

Promover iniciativas de índole social e cultural de forma a esclarecer e sensibilizar a opinião pública.

Direitos

Pugnar pela implementação do Estatuto do Doente Crónico.

Parcerias

Cooperar com entidades técnicas de saúde, na divulgação e na investigação da doença.

Informação

Manter e estabelecer protocolos com associações e outras entidades, com o intuito de partilhar experiências, informação e apoios no que diz respeito à forma de lidar com a doença.

Apoio ao Doente

Defender os direitos dos portadores da doença nas suas atividades profissionais e sociais.

Este é um texto de exemplo. Você pode clicar sobre ele para editá-lo inline ou abrir o elemento opções para acessar as opções adicionais para este elemento.

TOPO